Pages

08/12/2017

Hoje faço 40 anos!



Hoje faço 40 anos!

Em viragem de década, normalmente pensamos um pouco mais, fazemos um balanço do percurso até aqui. E é exatamente o que quero fazer. E partilhar com o mundo que hoje estou muito feliz!

Balanceando estas 4 décadas, não se pode dizer que foram só rosas.

Perdas físicas que o tempo não ajudou a apagar, amores que doeram, amizades frustradas, e percalços comuns a tantas outras pessoas.

Mas quando se tem amor que nos rodeia e nos sorri todos os dias, tudo adquire ligeireza, e certitude, que a vida escreve uma página por dia. Página por página, todas são uma aprendizagem, capítulo a capítulo vamos bebendo do passado para um presente melhor. Hoje, olhando para trás, com todas as pedras que foram surgindo no meu caminho, faço um percurso mais feliz, contornando as armadilhas da vida com os meus melhores sapatos calçados.

Ás vezes quebro? Quebro! Ainda quebro... e muito! Mas olho com a esperança de que amanhã é outro dia.

Obrigada! Obrigada aos meus pais, que foram o pilar daquilo que sou hoje. ❤

Obrigada ao amor que recebo todos os dias do meu marido e da minha filha. Por eles dou mais de mim. ❤

Obrigada a toda a minha restante família, que mesmo longe estamos lá uns para os outros.❤

Obrigada aos amigos de longa data, que não vieram de passagem. ❤

Obrigada aos que entraram há pouco na minha vida. Se ficarem vão ver que vale a pena.❤

Obrigada vida! Só peço que me deixes morrer bem velhinha, pois sou uma apaixonada pela vida!❤


Parabéns a mim! Obrigada vida!
SHARE:

28/11/2017

Portuguese Women are beautiful!

When you work in a male ambiance you have to bear several not interesting conversations, such as football or girls... (yes... that's my Karma...).

"Girls" actually is a ticklish matter, specially when you'r in an international entourage. Most of the time, east, brazilian and italian girls are on the top of the list, and sadly, the portuguese ones are not even on the list - or worst - they "do" have moustache (i can almost hear the wrath in the portuguese female cloud right now!!!).

So, this my little outburst, is to you guys! Sorry to disappoint you but you are not aware of what we have in Portugal. And this my little outburst is also a bow to all beautiful women of my country!

As we say in Portugal - Toma lá morangos! (if you don't know what is means, go figure out...!)

1 - Sara Sampaio/ 2 - Carolina Loureiro/ 3 - Raquel Strada/ 4 - Sara Matos/ 5 - Cláudia Vieira/ 6 - Sónia Araújo/ 7 - Catarina Furtado/ 8 - Maria João Bastos/ 9 - Diana Chaves/ 10 - Oceana Basílio.

Ps. you can know put your chin up...
SHARE:

23/11/2017

A Rainha da esplanada quer sentar à mesa! - Consegue? A Superbock diz que sim!

A Cerveja há muito que tenta conquistar um lugar ao sol...

Não o "sol" de verão; nem o "sol" da esplanada, dos tremoços e dos amendoins; não o "sol" das percebes, da sapateira ou camarão da costa; nem o "sol" do cachorro e da francesinha; muito menos o "sol" dos sorrisos dum grupo de amigos a esticar o esqueleto na pista, ou sentados no sofá de veludo do melhor bar da cidade...

Não esse... não! O Outro. Aquele onde se passam 4 horas à mesa. O "sol" de toda uma refeição, do princípio ao fim, harmonizada com os sabores do picante, do salgado, e do doce. Misturas amargas, maltadas, menos, mais, tudo estudado ao pormenor, para que acompanhe na perfeição, garfada a garfada, o prazer de quem gosta de saborear com calma, de quem gosta de se demorar na identificação de sabores, ingredientes e as voltas que o tacho dá.

Num "sol" em que o vinho é Rei, a cerveja vai entrando devagarinho... será que entra?

A Superbock diz que sim! Os seus Mestres Cervejeiros criaram uma seleção de cervejas especiais - Selecção 1927 - que se distingue da cerveja dita "tradicional", para acompanhar dignamente verdadeiros pratos gastronómicos, numa diferenciação de processos de fabrico e de ingredientes cuidadosamente selecionados.

Daqui, surge a ideia de, em parceria com restaurantes nas cidades de Lisboa e Porto, criar os Mestres à Mesa, desafiando chefes a elaborar menus cervejeiros, harmonizados pelas cervejas Superbock Selecção 1927.

Esta iniciativa pode, e deve ser aproveitada, por quem a cerveja na gastronomia suscita interesse, e ficar a conhecer um pouco mais da tipologia de cada uma, e de fazer as escolhas acertadas.

Porto ou Lisboa, a escolha é sua! (www.mestresamesa.pt)

Eu tive o prazer de, a convite da Zomato, num dos seus eventos mais interessantes (Foodies Meetup), ficar a conhecer um pouco mais desta nova tendência (habitue-se!), e de fazer a minha própria escolha.

Foi no Porto, no Panca Cevicheria & Pisco Bar, e foi assim💛:

Bavaria Weiss

Como não poderia deixar de ser, o maravilhoso Ceviche, preparado com os ingredientes mais frescos e saborosos, a que o Chefe Camilo Jaña já nos habituou, começou por nos refrescar a boca. A acompanhar, a Bavaria Weiss. A cerveja mais leve da seleção, especialmente concebida para acompanhar entradas e pratos de peixe. Trigo e notas de banana e cravinho, foi a leitura unânime feita pelos presentes.

"Peixeirada" do Chefe - Seleção de peixes e mariscos do dia, harmonizado com Bavaria Weiss.

De seguida, uma picanha, suculenta, prato tradicionalmente brasileiro, que desta vez, destronou a "caipirinha", para deixar entrar a Munich Dunkel, mais encorpada, e de notas a malte e caramelo. Para mim, a minha preferida, tendo até na aspiração inicial feito lembrar o "Ovomaltine", e de fim de boca, o forte travo a malte adocicado, excelente para pratos outonais e carnes grelhadas. Vou querer mais desta na minha vida. Simplesmente adorei!

Picanha harmonizada por uma Munich Dunkel (já o copo ía a meio e ainda não tinha começado a provar a picanha. Mesmo muito boa.)

Para terminar, a sobremesa mais apreciada no Panca, o tal do Bolo Tépido de Goiaba. É maravilhoso, e os gelado e espumas que o acompanham (uma cítrica e outra de queijo), compõe uma boa forma de terminar a refeição, desta feita acompanhada por uma Bengal Amber Ipa, desenvolvida para, com o seu forte trago amargo, controlar o picante da gastronomia Indiana e doçaria intensa. 

Bolo Tépido de Goiaba com Superbock Selecção 1927 - Bengal Amber Ipa

Neste caso, confesso que o meu palato guloso não quer nenhuma intervenção, querendo guardar toda a intensidade dum doce só para mim. Ficou a curiosidade de a aliar a um prato Indiano, e será concerteza uma das minhas próximas aventuras palatianas...

Cerveja à mesa? Sim. É só deixá-la entrar...











SHARE:
© A Ravioli. All rights reserved.

Design by WE BLOG YOU