Pages

12/04/2017

Sou só eu, ou esta T-Shirt é mesmo gira?

Arte, rostos e folhos? Tudo isso numa T-Shirt? Para mim, perfeito!
Esta T-Shirt acabadinha de chegar às Lojas ZARA, encheu-me as medidas mal a vi!



Adoro esta tendência dos folhos (que parece ter vindo para ficar), especialmente estes de efeito desencontrado, que dão um ar fluído ao andar, e mais ainda, com rostos estampados, sejam eles clássicos ou neo-arte. Aliado à cor, melhor ainda! E é Made in Portugal! A qualidade dos nossos algodões a marcar pontos!

A fotógrafa de serviço é mesmo a minha filhota (a minha fã nº 1), que disse que queria uma t-shirt igual à minha. Diverti-me imenso nesta sessão fotográfica (bem caseira), como não podia deixar de ser, com duas almas que acordaram muito bem dispostas hoje!

Gira, barata (15,95 Eur) e alegre! Quem gosta?






SHARE:

09/04/2017

O Blog da Ravioli faz 2 anos! Parabéns!

Pois é! E já 2 anos se passaram. Rios e rios de "tinta" digital, muitas fotos, alegria, desabafos, risadas e alguns momentos menos bons, também.
Mas acima de tudo, e olhando para trás, um orgulho imenso por tudo o que me trouxe.
A possibilidade da partilha, o retorno, o carinho das palavras, o reconhecimento, o rir e chorar juntos, tudo isto faz com que queira continuar a partilhar convosco um pouco de mim.
É quase um "segundo" filho (pelo trabalho que dá, e pela dedicação).
Queria agradecer do fundo do coração, a quem me segue, me ouve, me compreende e sente cada palavra que expresso. Isto é para vocês!
Queria também agradecer àqueles que em particular ficam impacientes para começar a comer até que consiga tirar a foto perfeita... àqueles que ficam à minha espera enquanto devaneio no meio de trapinhos e cacarecos.
Àqueles que dizem rir dos meus disparates enquanto lêm as crónicas na casa de banho (para mim é um elogio uma vez que escolhem um momento a sós para se dedicarem inteiramente à leitura).
Obrigada àqueles que apreciam a minha modéstia e falam do meu blog mais do que eu!...
Obrigada aos que me dizem que foram àquele casamento com uma inspiração minha, os que tiveram um ótimo jantar pelo que leram no dia anterior, ou os que deixaram de ter o caos lá em casa, ou ficou mais bonita porque o post até estava giro...
Obrigada àqueles que têm filhos, e riem com os meus diálogos com a minha princesa.
Obrigada aos que me impulsionam a escrever mais, que querem mais, quando o pouco que dou é mesmo o meu máximo... tempo é algo que faço esticar até ao limite da imaginação. Mulher, mãe, esposa, empresária e blogger. É muito para uma pessoa só. Mas por vocês, sempre um bocadinho mais, sempre um pouco mais de mim...
Parabéns bebé... pelos teus 2 aninhos!
SHARE:

07/04/2017

Mesas Bohemias - O Algarve no Porto, pelas mãos da Chef Noélia

Onde há a palavra "Mesa", a Ravioli vai... onde há convívio entre comensais, a Ravioli quer... onde se juntam a Chef Noélia, Rodrigo Meneses e Cerveja Bohemia, a Ravioli, foi...


E foi assim...

O mapa de Portugal anda por este dias a mudar a sua morfologia, e tudo por culpa de Rodrigo Meneses e do seu louco e delicioso projeto de provocar génios da cozinha, a fazer kilómetros para mostrar o que melhor sabem fazer. Assim foi recentemente com a famosa Casa Inês, que foi a Lisboa mostrar o que se come de bom no Porto, e este fim de semana (6-9 Abril, no BH FOZ, no Porto), com o Algarve a vir ao Porto, pelas mãos da Chefe Noélia.



O menu de degustação foi pensado em harmonia com uma verdadeira experiência cervejeira, pelas mãos de 3 Sagres Bohemia, de características bem diferenciadas (Trigo, Puro Malte e Bock).

O menu, composto por 5 momentos, pretendeu ser uma amostra da riqueza dos sabores da cozinha do restaurante de Noélia (Cabanas de Tavira), e para quem ainda não teve o prazer de ir pessoalmente ao restaurante (para mim, já está agendado para breve), é uma forma de ficar com uma pequena ideia.



Acompanhada por uma Bohemia Trigo, iniciámos com uma tapa de muxama de atum, com gaspacho. Para quem não sabe, e conforme explicado pela Chefe Noélia, a muxama é um filet de atum salgado e fumado, à semelhança do que se faz com o presunto. Para quem gosta do sabor intenso do atum, como eu, a muxama é a forma em que menos se tira partido do sabor, talvez pelo sabor fumado final no palato. O gaspacho acompanhou muito bem a tapa, e o intenso sabor picante (do alho) casou muito bem, com o crocante da tosta de pão cozido em forno de lenha de Estevas. Tinha seguramente comido outra entrada destas.



Apresentação - ✪✪✪
Sabor - ✪✪
Grau de Satisfação - ✪✪✪

De seguida, uma canja de amêijoas, de sabor interessante, assemelhando-se a umas amêijoas à Bolhão Pato em caldo de arroz. Esperava, porém, um tamanho de amêijoa um pouco maior.



Apresentação - ✪✪✪
Sabor - ✪✪✪
Grau de Satisfação - ✪✪

Como primeiro prato, foi servido um polvo "trapalhão" com batata doce. Polvo tenro qb, mas sem sabor, e predominância exagerada do doce, que, apesar de tudo, funcionou na perfeição com o travo "caramelizado" da Bohemia Bock.


Apresentação - ✪✪
Sabor - ✪
Grau de Satisfação - ✪

De segundo prato, foi-nos apresentada uma açorda de galinha serrana. Fiquei um pouco confusa com este prato, pois a açorda traduzia-se afinal, num leito de fatias de pão, que rapidamente absorveram o molho, deixando os pedaços de frango efetivamente secos. O pão era saboroso, sem dúvida, mas confesso que seria um prato que não escolheria para este menu, e não o associaria à partida, ao Algarve (uma vez que o evento tinha como foco, isso mesmo)...


Apresentação - ✪
Sabor - ✪✪
Grau de Satisfação - ✪

Para mim, o Algarve é peixe fresco, é marisco, e se viesse a uma prova cega, em que me pedissem para identificar a região, não identificaria de imediato o Algarve, oscilando talvez ali entre o Alentejo e o Ribatejo... Apenas acertaria, quando chegasse à sobremesa, mas já lá vamos!

No que toca à sobremesa, é toda uma outra história, e aqui sim, tenho que reconhecer que é daqueles pratos em que costumo "cair da cadeira", de tão bom que era!

Tarte de alfarroba maravilhosamente confecionada, e acompanhada de um soberbo pudim de laranja e amêndoa (com uma textura semelhante ao Abade de Priscos). Absolutamente divinal, de cariz 100% Algarvio, e digno da Chefe Noélia.


Apresentação - ✪✪✪
Sabor - ✪✪✪
Grau de Satisfação - ✪✪✪

O evento foi  harmonizado pelo Foodie Rodrigo Meneses (Gosto de Portugal - 24 Kitchen; foodie.pt), pelo Crítico de vinhos e gastronomia, José Silva (A Hora de Baco - RTP), e também pela própria Chefe Noélia (Restaurante Noélia & Jerónimo - Cabanas de Tavira), quando conseguia escapar-se da cozinha por breves momentos.

No geral, fazendo um eagle eye pelas mesas, o evento foi bem conseguido, avaliando, no global o acolhimento, a simpatia e a diversão. A promoção das novas cervejas Bohemia teve também o seu objetivo cumprido, ainda que o timming de acerto da troca de cervejas na mudança de prato, tenha sido em alguns momentos, disfuncional. A temperatura da sala também não ajudou à manutenção da frescura da cerveja em tempo útil. Como cartão de visita, talvez não me tenha convencido na totalidade, mas não é num primeiro "encontro" que se tiram conclusões. Com isto quero dizer que, em breve, irei com toda a certeza ao restaurante em Cabanas de Tavira, e tenho a convicção que jogar fora de casa não é exatamente a mesma coisa, e que há pormenores que são difíceis de controlar.

Parabéns às Mesas Bohemias! Já estou à espera do próximo evento!







SHARE:
© O Blog da Ravioli. All rights reserved.

Design by WE BLOG YOU